Pessoas Lindas!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Luz!


De tudo, uma certeza: através da dança, eu vivo.
Através das alunas, eu sigo.
Pelos caminhos inusitados, encontro amigos, supero obstáculos e me inspiro.
Agora, em terras distantes, a cada paisagem queria ter vocês comigo.
Mas tudo vai ser fotografado, anotado, observado.
Algumas coisas, guardarei em mim, outras, compartilharei.
O mais, é isso: viver, como a vida se apresenta.
Sonhar, para modificá-la.
Agir, para não ver a minha vida passar em branco.


O que quero para 2010?
Apenas colher tudo que venho plantando.
É justo, e certo.


Meu amor a todos os alunos e alunas, do Projeto Social e da Família Mosaico.
Família, amigos, platéia.
Amigas de blog, e-mail e toda a galera virtual que sempre me ensina tanto.


Ao meu marido, tudo. E todo o amor do mundo.
Aos meus pais Paulo e Dalva, e meus irmãos Alex e Áler minha eterna gratidão e amor.



Embarco para o período de turismo e estudos, India e Paris.
Retorno em 26 de Janeiro de 2010.

No link índia, na barra da direita, mais detalhes.


Um ótimo ano a todos, e luz, sempre!
Com fraternura,
Lu



“Bem no fundo de cada uma de nós existe:
uma mãe ansiando por alimentar,
há uma amante impaciente por flertar,
e uma madona serena em sua sabedoria.

E todas são postas para dançar quando o ritmo as golpeia.”

(Gabrielle Roth)


"Que o caminho seja brando a teus pés,

o vento sopre leve em teus ombros.
Que o sol brilhe cálido sobre a tua face,

as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,

que Deus te guarde na palma de sua mão."
(bênção irlandesa)





quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Avaliação em Dança


Encerramos as aulas aqui no estúdio essa semana.
Esse ano, a avaliação foi feita por mim e pelas professoras de cada turma.


Eu, como diretora do estúdio, acompanho a avaliação das demais classes, junto com as professoras.

Compartilho com vocês a maneira que encontramos de avaliar a aluna, no sentido que propõe uma resposta da professora em relação ao desempenho da aluna durante o ano letivo.


1- Ficha de Avaliação
Criamos uma ficha em que assinalamos em bom, regular e excelente, 14 itens sobre o trabalho desenvolvido em aula e em um solo, criado pela própria aluna, referentes a: quadril, braços (simetria e leveza), tronco, meia ponta, cabeça, postura, giros, cambrés, expressão (intensidade e variações), frequencia as aulas e ensaios.

E três campos com amplo espaço para cada professora anotar sobre:

- Pontos fortes

- Pontos a melhorar

- Observações importantes


A aluna deve vir maquiada e com traje de dança (relacionado a dança que ela irá apresentar, de livre escolha e coreografado por ela e com a música também escolhida por ela; não há limite de tempo da música, mas ela deve ter no mínimo 2'30'') e, em ordem aleatória as alunas se apresentam, uma a uma.
Ao final de cada dança, um intervalo para concluir as anotações e, depois a aluna recebe em envelope fechado a sua ficha contendo as dicas e observações necessárias.
*Lembrando que devemos considerar o desempenho da aluna na coreografia criada especialmente para a avaliação e também o seu desempenho durante todo o ano.
*Como diretora artística, eu avalio com maior ênfase o solo, e a professora titular complementa com sua avaliação anual.


Após todas se apresentarem, eu e as professoras explicamos ponto a ponto os critérios avaliados (o que é considerado para nós o 'bom', 'regular' e 'excelente' e indicamos vídeos e bailarinas para estudo posterior, além de nos colocarmos a disposição para conversar sobre a avaliação individualmente, alguns dias depois (para dar tempo da aluna assimilar as anotações e possíveis dúvidas advindas destas).


Dessa maneira, nivelamos o grupo atendendo a demanda de cada uma e diversificando o ensino na aula.

E fazemos um rodízio de professoras a cada trimestre, para que as turmas experimentem outros estilos de professoras (aqui no estúdio temos 3 professoras).


Tem sido bem interessante esse momento, e os resultados tem sido promissores.

Fica a idéia para demais professoras utilizarem e adaptarem a realidade de seu estúdio ou academia, lembrando que cada turma corresponde de maneiras diversas aos nossos projetos e intenções.

Orientamos para que as alunas guardem a ficha de avaliação, para que no próximo ano possamos comparar a evolução de todas.

As alunas que obtem média 7 ou um consenso de bom desempenho, são indicadas para participar das 'Noites Árabes', um evento interno em que alunas e professoras dançam, uma vez por mês, no estúdio, como uma forma de integração, confraternização das turmas e lazer.


E vocês, como avaliam suas alunas? Compartilhem!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

De tudo, um pouco!


Alguns dos alunos do Projeto Social 'Mosaico das Artes'

Encerramos as aulas com uma tarde gostosa, no quintal da minha casa. Muito refrigerante, sanduíches, bolo e música, um momento para os alunos e eu fecharmos o ano letivo e nos despedirmos (já combinamos outra festa para comemorar a volta as aulas e o meu retorno, em 2010.)
Esses sorrisos são minha razão, meu objetivo e minha força.

---------------------


Ah, sim, precisava conferir o filme, né gente. Já estava com saudades de Robert Pattinson. O filme é uma delícia de ver, todo mundo mandando muito bem e os efeitos nas transformações dos Lobos são demais! Pra quem gosta de filme leve, romance, e a trilha deliciosa, é um bom programa. Aliás, só de ver a cena do Edward Cullen chegando à escola, em câmera lenta, já ale o filme.

^^

---------------------------------------


Dita Von Teese

"Burlesco é tirar a roupa até o fio dental. Não é sair por aí dançando de meia arrastão e cartola"

É, foi isso que ela disse em entrevista à Marie Claire . E no site vocês também podem conferir uma galeria especial com fotos dela, antes de ficar famosa. Confiram.

--------------------------

E quero deixar a casa em ordem, para quando voltar de viagem, não perder tempo!

Já defini o tema da próxima Mostra: "O Mágico de Oz." Tem muuuita coisa bacana pra essa minha mente trabalhar ao extremo! Li o livro em dois dias, já vou locar o filme (apesar de ter assistido umas 20 vezes nas antigas sessões 'Corujão' da Globo) e os testes para selecionar alguns papéis serão em Fevereiro, logo após meu retorno da India.

E o que 'O Mágico de Oz' tem a ver com dança do ventre? Nada. Por isso vai ser um desafio transpor a história para o palco... já foram sete edições e eu sempre trabalho com temas diferenciados das Mil e uma Noites , e já faz algum tempo que não apresentamos somente dança do ventre, mas muitos estilos diferentes, um estudo e aprendizado constante sobre várias danças folclóricas e de diversos países, mas o foco, claro, é sempre a dança oriental.

E teremos Dorothy, macacos alados, povos verdes, azuis e amarelos, o Espantalho, o Homem de Lata, o Leão Medroso.... que delíciaaaa! A Cia 'A Bailarina' vai ousar, mais um vez!

E parao 2º Festival do meu estúdio, o tema será 'A Era do Rádio', em homenagem aos 60 anos da RDG- Rádio Difusora de Guararapes, minha cidade.

Já decidi que as horas que irei passar no aeroporto, e as insônias costumeiras que tenho, serão preenchidas por anotações variadas sobre as pesquisas para estes dois eventos.

2010, to te esperando!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Reponsabilidade

De 24 a 27 de Dezembro estarei na Conferência Distrital do Rotary Internacional, em Raipur-Índia.

Ontem, em reunião dos preparativos da viagem, o grupo decidiiu que irei dançar neste evento.

'Aquarela do Brasil', de Ary Barroso, na voz de Gal, foi a minha escolha. Será uma performance, e uma grande responsabilidade, pois estarei representando o nosso país, e a nossa Arte.

Já quero antecipar que talvez este blog não seja atualizado durante minha viagem de estudos, pois a programação é intensa, e visitarei as cidades de Delhi, Raipur, Rourkela, Sambalpur, Cuttack, Puri, Bhubaneswar, Aghra, Korba, Jabalpur e, por fim, alguns dias em Paris.

Com direito a entrevista na Tv Indiana, já agendada, apresentações na Conferência e em algumas cidades, e aulas em Delhi e Paris.

Serão 40 dias em busca de aprendizado, experiências, conhecimento. Ficarei com famílias indianas, irei vivenciar o dia a dia da cultura deles 24h. Serei 'adotada' por gentis famílias Rotarianas que irão me mostrar o popular e o erudito da Índia.

E podem ter certeza de que meu caderno de viagem vai voltar repleto de anotações, que serão feitas todo final do dia.

Espero que entendam que quero aproveitar ao máximo meu tempo, por isso não vou usar a net nesse período,a não ser para contatos breves com familiares.

Mas na volta conto tudo, é só aguardar.

E para quem quiser escrever: arrudaluciana@yahoo.com.br

Estou terminando os últimos preparativos, comprando presentinhos do Brasil para meus novos futuros amigos e 'familiares' e preparando minha apresentação pessoal e cultural -que deve ser feita em inglês - para apresentar nas reuniões por lá.

Vou com uma equipe impecável de novos amigos, o dentista Caril, o médico Paulo, a professora de inglês Sílvia e o turismólogo Daniel, e estaremos todos nessa jornada incrível, em nossa imersão de estudos pela Índia.

Visitarei templos, mercados, empresas, hospitais, projetos sociais, praia, cachoeira, estúdios de dança, museus e mais um mix de coisas que só a exótica Índia pode oferecer.

E eu ,que tenho trabalhado tanto nesses últimos anos, estudado tanto, me emocionado tanto com cada dança das professoras e bailarinas que eu admiro, agora estarei levando minha dança, minha vontade em aprender, e meu interesse maior: conhecer os projetos da Fundação Rotária na tentativa de angariar fundos pro nosso projeto social de Música e Dança.

Estou feliz, cansada, ansiosa, mas determinada a seguir sempre em frente, porque não sei ser diferente, não sei ser menos, não sei ter medo.

Torçam por mim, porque estarei pensando em vocês.
Logo volto, agora é preparar a mala e a vida por aqui, até minha partida.
Será a primeira vez que passo o Natal e o ano novo longe da família, não está sendo nada fácil, mas espero ter forças, sei que de algum lugar, alguma força maior me sustenta.
Em três anos de casada, nunca fiquei sequer um dia sem acordar com o afetuoso abraço do meu marido, essa vai ser a maior prova para mim.
Mas, vamos em frente, que o show não pode parar.
Com ternura,
Lu
ps: me escrevam mesmo, pessoal, vou gostar de ler!
ps2: embarco em Dezembro prometo que venho me despedir.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Bonito de ver e sentir



Lulu, Michele, Shalimar e Hayat.
Juntas, dançando, celebrando.
Bonito de ver e de sentir...
Meu respeito à todas.
^^
(fotos do Flickr de Lulu )

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Vintage: Nova tendência?


Meninas todas, enquanto escrevo esse post tem várias janelas abertas de pesquisa no Google, sobre o 'boom' do Vintage.

Ainda estou aprendendo, entendendo e tentando fazer algum parâmetro sobre o que isso tem a ver com Belly Dance.

Pelo que EU entendi, nada.

Mas tudo a ver com Tribal, Contemporâneo e Fusões.

Duas propostas super bacanas e com embasamento, aqui ó:



A Cia Xamã nem foca o vintage, mas adorei o texto delas sobre a proposta do grupo e a pesquisa séria que elas fazem. E como tem muita mistureira também com o Tribal por aí, indico o trabalho delas para pesquisa. E logo Ana Paula vai dar uma entrevista pro 'A Bailarina'.

Já Shaide, ela quem 'começou' com esse universo gostoso de ver das PinUps e o Vintage.

Mas como quase tudo é copiado, já tem uma galera entrando nessa onda e criando desde cursos até espetáculos com o tema Pin Ups, Vintage e afins.

Eu não me arrisco não. Não conheço quase nada, mal deve caber um espartilho em mim (mesmo que caiba, acho que morro de falta de ar, mal uso sutiã) e não consigo visualizar uma fusão de dança do ventre e o estilo vintage.

Já experimentei misturinhas boas com a Dança do Ventre, como o Andaluz, o próprio Tribal, os deliciosos arabesques e a pirueta (que agora é febre) e vou ficando por aqui.

Shaide, fale sobre, porque você pode. É bem vinda aqui, help me!

E para as bailarinas que estão enchendo minha caixa postal de convites para espetáculos que 'misturam' Pin Ups e Dança do Ventre, aviso: não vou, e, na boa, não quero ver.

Quem quiser seguir a tendência, pesquisa primeiro, vai lá no blog da Shaide aprender mais e boa sorte,ok?! O que é bonito e de bom senso, sempre é bom.

Mas eu não vou seguir essa 'novidade' não gente, porque tem que ser algo bem feito e com a viagem pela frente, to sem tempo de estudar e pesquisar mais. E pelos vídeos que vi, elas dançam MUITO, de uma delicadeza e sensualidade que vale a pena dar uma estudada, pra trazer leveza à dança, principalmente braços e o caminhar.
Tudo o que é novo e inspirador, é bacana de estudar e tentar adaptar em nossa dança.
Mas cuidado com as misturas sem base alguma, pelo simples modismo.
Aplausos pra quem faz bonito, mas um puxão de orelha pra quem só quer pegar carona na nova onda.

É como eu sempre digo: se não é Dança do Ventre, coloque outro nome: 'performance', 'inspirado em' e etc. Em meus espetáculos já teve desde Dança com Fitas até Atriz narrando as cenas, mas eu sempre situo o que é cada coisa, o público merece isso.

Gente, não me coloca uma pluma ou espartilho com música árabe e fala que é Belly Dance, por favor vai, vamos combinar? Informações estão aí, sem preguiça e pesquisem,ok?!
Fica o meu registro, meu olhar sobre.
E o olhar de vocês? Comentem.

sábado, 21 de novembro de 2009

Rumo aos estudos


Queridos todos,

Recebi hoje meu plano de viagem relativo ao Intercâmbio de Grupo de Estudos do Rotary International.

Já entrei em contato com dois confiáveis e renomados estúdios, para ter aulas de Dança do Ventre (além das que terei na Índia por ocasião dos estudos). Um em Délhi e outro em Paris.

Descobri que terei quatro dias em Paris, e já agendei minhas aulas por lá.

Quem diria, eu em Paris?

E com todas as possibilidades, já estou rascunhando o esboço do meu livro.

Após sete anos pesquisando para o site 'A Bailarina', viajando pelas cidadezinhas ministrando oficinas pela ASSAOC e, agora, estudos no exterior pelo Rotary Internacional, decidi que é o momento de colocar todas essas experiências no papel.

Se alguma editora vai publicar? Não sei. Mas escrever é o primeiro passo.

Terei um caderno de viagem, no qual irei registrar não só os métodos de aula dos lugares que irei, mas também as características culturais.

Será um registro especial e terei o maior cuidado para atender as demandas de todas nós, bailarinas.

Existe um método de dança? Como bailarinas vêem a dança do ventre em diferentes locais? O que é a arte da dança do ventre?

Serão as perguntas iniciais que irei tentar desvendar. Entrevista com algumas bailarinas internacionais já foram confirmadas. Tudo de bom, é o que posso adiantar.

Não sou uma estrela da dança, pelo contrário, aindo estou percorrendo caminhos para o aprendizado e aperfeiçoamento da minha dança, meu estilo, meu trabalho.

Ser professora tem sido essencial nesse aprendizado, pois busco além do meu próprio conhecimento, atender as necessidades e demandas das alunas.

E, acreditem, tenho um vasto material dessa jornada.

Enquanto todos vocês festejam Natal e Ano Novo, estarei no oriente, estudando e preparando tudo para vocês.

Quem quiser receber meus e-mails, entrem na minha rede social 'Ning'.

E em breve, conto mais, aos poucos, conforme eu mesma me adapto a tanta novidade.

Acredito que o fato de ser formiguinha ainda, batalhar em cursos e workshops, produzir meus espetáculos e ter contato com diversas bailarinas e amigas da dança,me deixou mais a vontade nesse processo de pesquisa e me motiva a manter o essencial: não esquecer das origens, do respeito pela arte, de que dançar é um processo sem fim, sem status, sem segregações.

Eu acredito numa dança bonita, com sentimento, personalidade e com técnica. Vamos ver no que acreditam demais bailarinas pelo nosso Brasil e oriente?

Continuem torcendo.

Estou ansiosa, mas confiante de que, se o Universo me abriu essas portas, é porque tenho capacidade para transpô-las.

Beijo todas,

Lu

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Mais Felicidade











Momentos da 7ª Mostra & Festival

Quem quiser ver mais, acessa meu Orkut
^^










domingo, 15 de novembro de 2009

A Felicidade


É algo assim, assim

Casa cheia nos eventos, público emocionado, elenco dançando com a alma, crianças fazendo a gente sorrir só de olhar para elas.

É assim: colheita farta, para quem semeou o bem, arduamente.

Obrigada!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

'Gasedak e a Lua'


Saiba mais sobre nosso espetáculo no site http://www.abailarina.com/
=]

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Já visitou?

Pessoas lindas, este blog é uma ramificação do site 'A Bailarina', que mantenho no ar desde 2002.
Já visitou??
Tem Artigos super bacanas sobre Dança, Entrevistas, e um acervo incrível para estudos e pesquisas, vale a pena!
Espero a visita de vocês!
beijocas
=]
Lu
http://www.abailarina.com/

sábado, 31 de outubro de 2009

E a vencedora foi...


"Vanessa Sousa Dias " da Cia das Artes!
"O blog da Luciana Arruda é um daqueles "achados" que você não apenas fica feliz de tê-lo encontrado, mas volta acreditar que devam existir outras pessoas tão interessantes e com tantas experiências boas para nos transmitir quanto ela."


ps: mais do que a frase, marido e eu gostamos mesmo foi do jeito informal e divertido do e-mail todo... valeu, Vanessa!

Ela vai receber um cd com uma coletânea de artigos para estudos, do site 'A Bailarina'

OBRIGADA a todos os seguidores deste blog!
Em breve faremos nova promoção!!

sábado, 24 de outubro de 2009

Em breve...

O elenco deste ano


Amigos queridos,

Por favor anotem na agenda:
Sábado, 14 de Novembro, as 20:00h no Espaço Cultural, a 7ª edição da Mostra de Dança da Cia 'A Bailarina'.(Guararapes-SP- Entrada Franca)

Este ano, o espetáculo 'Gasedak e a Lua' traz aos palcos um antigo conto persa, sobre a menina que sonhava em conhecer a Lua. Com direitos autorais cedidos pela Editora Aquariana, adaptamos o conto e teremos no palco,pela primeira vez em nossa cidade, a Dança-Teatro.

Com um elenco de 24 bailarinas e mais 3 convidados especiais, este ano teremos um espetáculo visual, sonoro e interativo, um desafio para mim e toda a minha trupe!

Cada mostra é diferente da outra, queremos sempre melhorar, ir além!

E neste ano, muitas surpresas....além do foco, que é a arte da Dança Oriental (Dança do Ventre) teremos uma viagem pelo mundo (até a Lua!) com coreografias que remetem ao Deserto, ao Mar, as Florestas e ao nosso Brasil!

Samba, baião, danças de roda com uma trilha deliciosa que vai de Gil a Bezerra da Silva, dançada pelas bailarinas, que dedicaram-se ao extremo!
Teremos também a Dança Sudanesa e performances de arrepiar! Um mix de emoções, com a qualidade impecável que é característica do grupo, desde o figurino, os elementos de cena, iluminação cênica, expressão e técnica.

Vocês são meus convidados!
Espero encontrá-los todos lá, para me dar um abraço ao final do evento!

E no Domingo, dia 15, a partir das 15h, o nosso primeiro Festival do Mosaico das Artes, com música ao vivo, ballet,jazz,flamenco,dança indiana e muito mais!
Famílias, amigos e queridos todos: venham fazer parte desse momento, que sempre é alegre, luminoso e cheio de paz!

Conto com vocês!

Um grande abraço!!!
Lu

"Nós não fazemos apenas entretenimento, fazemos Arte!"
www.mosaicodasartes.com
www.abailarina.com




Realização: Mosaico das Artes & Cia de Dança 'A Bailarina'

Patrocinio Cultural:

Entre e Encontre
Madeireira Floresta
Restaurante Kaoru
Magazine Luiza
Escola de Idiomas Yess
Jornal Correio Integrado
Posto Helvétia Ecolavagem
Papos e Pizzas
Grafica e Editora Moço
Caçambão
Jornal O Impacto
RDG - Rádio Difusora de Guararapes
Floricultura Garden Flores
VM Eventos

terça-feira, 20 de outubro de 2009

O Botão do 'Desliga'/'Off'


É preciso ser forte, até para sorrir

A Psicologia tem muitos estudos sobre a capacidade do ser humano de adaptação e mecanismos de defesa.
Casos de pessoas que após acidentes esquecem da sua própria dor e salvam demais vítimas; pessoas comuns que descobrem uma força descomunal ao levantar objetos para resgatar feridos; mães que ficam a mais de dez anos procurando por seus filhos desaparecidos sem perder a esperança e a saúde.

Ontem eu assisti um especial sobre essas mães na Tv Record e fiquei impressionada com a grandeza do ser humano. Tem o link da história delas aqui ao lado, no banner 'Desaparecidos-Ajude'.
Pensei em tanta coisa antes de escrever e tudo o que consegui me lembrar foi do 'Botão do Desliga' que as vezes encontro em mim. E já pude presenciar alunas fazendo uso desse mesmo mecanismo. Ele não é só meu.

Onde fica esse botão do desliga?
O que ele faz?
Eu não sei bem como explicar, mas acredito que ele é uma ferramenta que apenas os corajosos possuem. Acredito que, em artistas, é bem mais elaborado e poderoso.

É o que nos permite fazer um show, alegrar a platéia, emocionar as pessoas, mesmo quando por dentro, nossa alma, nosso coração, está em pedaços.
Nesse instante, o 'botão' é acionado e imediatamente, desligamos tudo de ruim e nebuloso, para deixar fluir apenas a arte, a dança.

Quando eu lia sobre 'ser cênico', entrar em cena, incorporar o personagem - do teatro,para otimizar meus shows - eu achava tudo isso papo furado. Ou, de uma frieza sem fim. Imaginava como ser técnica ou não passar minha emoção quando tudo estivesse naufragando dentro de mim?
Ao mesmo tempo, por mais que tentasse disfarçar, a dança sempre mostrava algumas nuances do meu estado de espírito. Fosse pela minha escolha musical, ou pelo tônus em cena.

Com o tempo, percebi que esse 'botão' poderia ser melhor controlado. E isso, só a vida ensina. Mas ajuda muito ler, ter auto conhecimento, e preparo emocional.

Agradeço imensamente um conselho que recebi do Habib -Jorge Sabongi. "É preciso controlar e entender sua emoção". Ele indicou 'Inteligência Emocional' e esse livro me ajudou muito.
É preciso dar valor ao que está dentro de nós, já que a dança mostra tanto o que, por vezes, tentamos esconder.

Minha primeira experiência foi em dupla, foi compartilhada.
No dia em que recebi o diagnóstico de que minha cachorrinha tinha poucos dias de vida, eu tinha um show para fazer. Meu grupo havia sido contratado para uma festa country e tínhamos até uma coreografia específica.

Minhas alunas iam chegando, e eu tentando me acalmar, tentando esconder que estava em frangalhos. Marina, que hoje é professora - e passa uma temporada no México, chegou diferente.

Eu e Lótus, dias antes dela falecer


Ela me contou: havia perdido sua cachorra,Sara.
Éramos duas, num grupo de cinco, que iriam dançar com o coração partido.
Eu achei que não fosse conseguir.
Mas quando a música começou, olhei para as companheiras de cena, o botão agiu.
O 'desliga' funcionou e eu dancei, me diverti, e simplesmente esqueci de tudo de ruim, ainda que por momentos.

Nosso show, sem tristeza

Pode parecer besteira - mas acho que só vai pensar isso alguém que nunca teve um animal de estimação - mas esse foi meu marco inicial do 'Desliga' emocional.

Existe também o 'Desliga' físico, onde esquecemos da dor muscular,ou até mesmo de fraturas e lesões.
Como quando eu dancei com o cóccix trincado - caí,durante o banho, dois dias antes da mostra,em 2004 - e quando lesionei a virilha, e dancei meu solo na Unip, este ano.
Dor? Só na hora que a música acabou. Durante? O botão do Desliga agiu lindamente.

Sorrindo, mesmo com o cóccix trincado

E isso é ao mesmo tempo precioso e perigoso para o artista.

Precioso, porque somos capazes de nos 'desligar', aindaque por instantes, de nossa condição 'humana' e mortal,com feridas físicas e emocionais; perigoso por usar isso como uma fuga, ou condição para sentir-se 'sobre-humano' ou 'super humano'.

Eu aprendi a controlar, e também a me render. Já cancelei aula ou apresentações por motivos maiores. Não quis forçar a minha ferramenta do 'Desliga'. Porque sou humana, e ás vezes não consigo dançar. Foi assim na despedida da Marina, eu estava tão triste, que não dancei, porque só tinha tristeza em mim e, por mais que procurasse, não encontrei nada que me deixasse fluir.

Despedida da Marina, não consegui dançar, de tanta tristeza.


As vezes, é preciso parar.Saber a diferença entre persistir e insistir.


Já vi alunas dançando logo após assinar um divórcio, terminar um namoro, ter um diagnóstico grave em família, ou voltando da radioterapia.

E fico pensando, maravilhada, em como Deus foi sábio em criar esse botão.

E em como tenho o privilégio de poder usá-lo e poder ver, de pertinho, amigas da arte fazendo o uso do mesmo.
As vezes é preciso.
Pois o show tem que continuar.
E nosso público merece.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Preparativos - Índia


* registros sobre a viagem a Índia terão o marcador 'Índia' para consultas posteriores

A intenção é auxiliar as que futuramente viajarão para a Índia. Não sei se todas terão a mesma sorte, de serem patrocinadas pela Fundação Rotária Internacional, mas o que vale é a viagem, não é?!

É minha primeira viagem para o exterior (não, Paraguai e Argentina não contam pra mim) então resolvi compartilhar um pouco dessa experiência para auxiliar as marinheiras de primeira viagem.


Documentos
Bom, preciso deixar claro que nem tudo a fundação paga. Despesas com documentos e vacinas, são por minha conta. Não achei nada barato e agradeço aos familiares que estão me dando uma força nesse sentido. (finanças)

Passaporte
É super prático e ágil. Você entra no site da Polícia Federal clica em 'Passaporte' e preenche um cadastro, agenda seu atendimento e já imprime a lista dos documentos necessários.

Mas o serviço não é gratuito, é preciso pagar uma taxa chamado GRU (em Setembro custou R$ 160,00) e levar o comprovante no dia do atendimento.

Não é preciso mais tirar as famosas duas fotos de 5x7, atualmente você tira na hora mesmo e sem custos.

Aliás eu fiquei impressionada com a modernidade,rs, gente, sou da época que a gente carimbava os dedos para documentos, saia tudo manchado, agora é tudo na leitura óptica, um luxo.

Com os documentos e recibo em mãos, você recebe o protocolo. Em cinco dias fica pronto, é só buscar.

Detalhe: na época eu estava sem CPF, havia pedido a segunda via (que custa R$ 5,50 e você pode encomendar no Correio, chega em 15 dias) mas basta ter o número ou cópia e tudo certo.

Lembrem-se de irem bem maquiadas e com roupa bacana, afinal precisa sair bem na foto!


Vacinas

Alguns países pedem uma Carteira Internacional de Vacinação para o turista entrar no país. No caso da Índia, é preciso ter a de Febre Amarela.

Mais uma ótima surpresa: a praticidade! Basta entrar no site da Anvisa clica em 'Orientações ao Viajante' e faça o cadastro com seus dados. Isso agiliza o atendimento para a emissão da Carteira Internacional e tem dicas super bacanas de países, costumes, saúde e orientações aos viajantes.

A vacina de Febre Amarela é oferecida gratuitamente em qualquer Posto de Saúde, bem como Rubéola,Sarampo, Hepatite B, Tétano. Não custa nada e previne muito!
Aconselho todas vocês e colocarem em dia, vocês recebem uma Carteira Nacional de Vacinação do Adulto e ficam em dia com a saúde e o sistema. Sim, o Brasil é um dos únicos países - senão o único - que tem um avançado sistema integrado e informatizado de Saúde. Em um clique, qualquer pessoa da área da saúde pode acessar nosso histórico de vacinas e prioridades médicas (tipo sanguíneo, alergias, etc.) Obra do José Serra, ponto pra ele.

A Carteira Internacional de Vacina

Ela só pode ser adquirida pessoalmente, em um posto da ANVISA. Em aeroportos internacionais tem uma sala da Anvisa só para isso, eles atendem de 2ª a 6ª em horário comercial, no próprio site tem informações sobre isso. Mas lembrem-se: apenas em aeroportos com escalas internacionais. Na hora do embarque é possível tirar a carteira, mas não dá pra arriscar né... eu fui para Maringá-PR conseguir a minha e fui super bem atendida por um simpático senhor. Tudo gratuito.


Seguro de Viagem

Algumas agências só vedem passagem mediante passaporte e seguro de viagem. É bacana ter essa proteção que vai desde acidentes até traslado do corpo. Cada agência tem uma dica sobre isso, consulte a sua. Os valores geralmente são em dólares, cotação do dia. Gastei cerca de 246 dólares no meu, cobrindo 45 dias de viagem - eles sempre colocam uns dias a mais.


Visto

Cada país tem suas orientações. No caso da Índia é bem tranquilo, dá pra pedir o visto até por sedex. Mas o preço é salgado... em torno de R$ 185,00.
-------
Nem tudo são flores...
É comum ter reações após as vacinas. Algumas pessoas têm febre, dor muscular e um mal estar que pode durar de dois dias a uma semana. Depende de cada organismo, é pessoal.
No meu caso, eu estava com a carteira completa desde 2004.
Mas em pesquisas pela net, achei importante também me prevenir contra a Febre Tifóide e a Hepatite A, que ainda fazem vítimas na Índia.
Como são vacinas pouco usais, tive que pagar por elas, em clínica particular. (em Outubro, paguei 220 reais pelas duas doses, ai! )
Minha reação foi intensa,gente.
Tive febre por quatro dias e uma dor muscular que simplesmente fez com que eu cancelasse algumas aulas. Enjôo e um sabor amargo constante na boca,que durou três dias.
Depois de uma semana, me senti melhor, a dor muscular havia sarado, mas me deu uma gripe, me senti com a resistência baixa.
Pensa nisso: tem vacinas que agem no corpo durante dez, cinco anos...imagina a química que o corpo recebe hein?!
Agora estou melhor, mas a dica é: quando forem viajar, tomem as vacinas pelo menos uns dois meses antes, para estar melhor na data do embarque.
----
aos poucos conto mais...

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Entressafra


Esse é um termo que se refere ao período intermediário entre as plantações.
Tenho pensado sobre a entressafra na dança, em específico, nos estudos desta.

Tenho a impressão de que neste ano, estamos numa calmaria em relação a novidades e descobertas.
Quando me lembro como era há dez anos atrás - período em que comecei a Dança do Ventre -era tudo tão mais difícil! Pesquisas, somente em inglês e por aqui, apenas os textos preciosos de Lulu e Jorge.

Atualmente, pululam pela net diversos tipos de informações, umas confiáveis, outras nem tanto, e muitas, muitas cópias.
Os mesmos textos, artigos...os mesmos passinhos da moda... os trajes, e arabesques, piruetas, tapinhas no rosto, pernão...hum... será esse o reflexo da nossa dança?

Será que a dança estagnou? Será que tudo já foi dito?
Creio que não.
Acho que estamos numa época de entressafra criativa e de pesquisa, mas logo, logo, algo vem por aí.

Enquanto isso, estou organizando meus textos guardados, traduzindo outros e observando muito - e anotando tudo no meu velho caderninho.
Acho bacana citar o aumento de teses de mestrado e doutorado na área da dança, principalmente dança oriental, mas ainda sinto a falta de algo mais, nem eu mesma sei como definir.
Estou colocando as idéias todas no papel.
E você, tem pesquisado onde?

=]

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Celebrare!


Obrigada aos 50 seguidores deste blog!

Para celebrar, vou sortear um cd com artigos do meu site 'A Bailarina', entre os seguidores.

Quem quiser tentar a sorte, envie mail para: arrudaluciana@yahoo.com.br com nome completo e uma frase sobre este blog!

Quem vai escolher a melhor frase será meu marido, ele é bem seletivo e cricri, rs, então caprichem!

Obrigada pelo incentivo!

=]

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

A Caminho da Índia


Sobre 'a coisa incrível' que me aconteceu, no post abaixo, é isso:
Estou à caminho da ÍNDIA, em Dezembro.

Uma viagem de estudos com todas as despesas pagas pela The Rotary International Fundation, ou Fundação Rotária do Rotary Internacional.

No seminário multidistrital, realizado neste Domingo, dia 19 de Setembro em Birigui-SP, eu participei, junto com 14 candidatos, do processo seletivo que escolheria 05 representantes brasileiros para uma viagem de estudos à Índia.

O objetivo é que profissionais possam aprender técnica e conhecimentos de sua área para trazer ao Brasil e aplicar esses conhecimentos.

Fui escolhida pelo meu trabalho relacionado à dança, à produção dos espetáculos e ao projeto social que meu estúdio desenvolve.

Nos próximos meses, receberei um treinamento intensivo sobre costumes e questões do povo indiano, bem como informações sobre o nosso País. Estarei representando o Brasil, como uma embaixadora da Fundação Rotária, junto aos meus colegas de equipe: Sílvia, Paulo, Daniel e Caril.

É um passo de uma grande jornada, que só foi possível graças ao apoio e incentivo da minha família - em especial do meu irmão mais velho, Alex, que insistiu para que eu me inscrevesse - e do meu marido Felipe, sem dúvida o anjo que torna tudo mais leve em minha existência.

Em 2007 eu fiz a primeira performance de Dança Indiana em minha cidade, através das minhas alunas: Mariane Tenaglia, Sabrina de Freitas, Bruna Britto, Anelissa Roberto e Marina Galiano.

Jamais imaginei que, dois anos depois, poderia conferir de perto a raiz dessa dança e conhecer o cotidiano desse povo maravilhoso.

Agradeço às minhas alunas, que tornam tudo possível, às minhas professoras todas, que me ensinaram a ser o que sou na dança- e isso inclui todas mesmo, de todas as modalides em todos esses anos de estudo.

E à vocês, leitores, por tornar este espaço possível.

Estarei compartilhando tudo com vocês, depois.

Por agora, estou toda picada das várias vacinas que tenho que tomar para entrar no País, cuidando de uma extensa documentação e agilizando nosso evento de final de ano.

Continuem rezando por mim.

*na foto, alguns dos membros da equipe que viajará comigo e suplentes.


"Obrigada, UNIVERSO, por tudo."

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O que mais importa

Uma das 3 turmas atendidas pelo nosso Projeto Sócio-Cultural


Pessoas lindas, já tem gente perguntando o que estou preparando para meu espetáculo desse ano... bem, está tudo atrasado! Pela primeira vez, chegou Setembro e eu ainda não tenho todas as coreografias!


Mas sabem que isso não é o fim do mundo?


Percebo que minhas alunas estão cada vez mais afiadas, treinam e se desenvolvem rapidamente, enfim, tem sido um aprendizado para essa pessoa tão virginiana, saber esperar e entender os fluxos da vida.


Meu estúdio foi inaugurado há apenas cinco meses, e graças a Deus, temos um ótimo número de alunos. Nunca viajei tanto com shows e oficinas como neste ano, e mesmo cansada ao extremo - ser bailarina, coreógrafa, professora e sócio-proprietária não é mole! - tenho sido cada vez motivada a prosseguir em minhas escolhas direcionadas à arte.


Meu projeto social - que criei e coordenei por dois anos com o auxílio do munícípio - agora está em outras mãos, cada administração política tem suas prioridades e com a mudança de administração pública desse ano, muitas coisas mudaram.

Mas, a meta é seguir sempre em frente e agora tenho meu próprio projeto sócio-cultural, que acontece no estúdio e atende a 60 crianças, atualmente, no ensino gratuito de música, dança e palestras educativas, com ajuda e apoio do meu marido.

Nosso próximo passo, é realizar o sonho de ter uma Ong e poder atender mais demanda de jovens e crianças, algo que pretendemos realizar no máximo até o primeiro semestre de 2010.


E, em meio a isso tudo, algo incrível me aconteceu neste domingo, será dado o primeiro passo de uma jornada e tanto, e graças à dança.
Em breve conto para vocês.


E meu espetáculo desse ano?


Bem, será em Novembro, está quase finalizado - mas com atraso -, pela primeira vez não vai receber o apoio da Prefeitura Municipal, mas, depois de 5 anos de fomento e difusão da cultura árabe na minha região, já tenho tudo o que preciso dos Patrocinadores Culturais, empresários e marcas de visão que sabem da importância desse evento. E é claro que farei questão de citar o nome de cada um deles.


Então, entre papéis, projetos, pesquisas e afeto, logo o espetáculo fica pronto.


E, enquanto isso, o que mais importa é ver o sorriso no rosto desses pequenos.

"Quando escolhes trilhar por ti mesmo com a vontade mais pura, aquela que nasce do teu coração, não deves te preocupar como farás com as coisas que te chegarão, nem mesmo com aquelas que te deixarão...Descansa em tua escolha pois, tudo te é dado quando optas em seguir por este caminho. Em realidade, tudo está pronto dentro de ti, sempre esteve.O que farás neste caminho é iluminar o que estava escuro, despertar o que fizeste adormecer e amar o que aprendeste a temer.Não há segredos para ti, apenas usa da tua boa vontade e descansa em tua escolha." (MENSAGEIROS DA PAZ)

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Bem antes de Angelina...

Josephine Baker

Ela era atriz, cantora e dançarina.
Serviu como voluntária na CruzVermelha, adotou 12 filhos pelo mundo e tinha uma atuação político social.


terça-feira, 15 de setembro de 2009

"Eu sou um Artista"


Conheci esse texto através de uma pessoa especial, uma atriz (Mallu Rodrigues) que cruzou o meu caminho e tem enchido minha vida de luz e inspiração.

Ela leu esse trecho da peça 'O Pequeno Imperador' no curso de Contação de Histórias que participei e, não sei de que maneira, me tocou tão profundamente, que compartilho com vocês.

E, sim: EU SOU UM ARTISTA!


“Eu sou um artista, majestade
E por isso, pra mim,
Tudo na Vida é arte
O que é a arte, senhor,
Senão a própria vida,
Trabalhada com amor e imaginação?
E o que é a vida, senhor,
Senão uma obra de arte
Em cada um de nós
E o seu próprio artesão?
O que eu sei da vida
É que todo mundo é artista
Quer queira, quer não.”

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Para Raros: Livros


"Palavras têm poder." - Christian Jacq


Mário Prata e eu

Pessoas lindas e que compartilham da minha paixão por livros, aqui está uma relação de escritores que sabem / souberam utilizar de maneira preciosa, o poder das palavras.
Há inúmeras frases sobre como livros podem mudar uma vida.
E eu concordo.
Não há sensação melhor do que ser arrebatada por uma bela história, por palavras que nos fazem sonhar e nos transformam, de alguma maneira.
Há livros para tudo: sonhar, amar, sorrir, pensar, chorar, ter ânimo... enfim!
Ao contrário do que pessimistas previam, a internet não acabou com o livro.
E nem vai.
Tem coisa melhor do que cheiro de livro novo? Do que abrir a página e ficar submersa em um mundo especial?
Eu sou suspeita. Minha paixão por livros é incondicional. Começou aos 7 anos com os gibis da Turma da Mônica (que sou fã até hoje) e na faculdade de Psicologia culminou num caso de amor exacerbado e sem fim.
AMO livros, amor ler e ADMIRO quem consegue, através das palavras, tocar minha alma.
Eu poderia listar um sem fim de escritores, mas vou deixar aqui, os 'especiais' para mim.
Cada livro, texto, palavra deles me transformou e moldou um pouquinho do que sou.
Obrigada, escritores!!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mary Stewart

A escritora inglesa que é objeto de várias teses de literatura. Conseguiu criar um estilo que vai desde histórias de suspense, romances até o fantástico. É dela a trilogia que eu amo e procurei por sebos durante anos, até encontrar!! Para quem gosta do mundo mágico de feiticeiras, Merlin, Arthur, a trilogia: Caverna de Cristal, Colinas Ocas e O último Encantamento.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Carlos Ruiz Zafón

Simplesmente o romance que mais me fez chorar, me fez viajar por semanas em sua história e eu vou carregar comigo para sempre: 'A Sombra do Vento'. Para quem ama livros.

------------------------------------------------------------------------------------------------

André Vianco

O brasileiro especialista em Vampiros e sobrenatural. Desafio a ler André Vianco e não virar fã. 'O Senhor da Chuva' para começar, de leve...e depois a fantástica história 'Os Sete' e suas sequências...quem gosta de Vampiros vai me entender.

----------------------------------------------------------------------------------------------

Christian Jacq

Ele é o maior especialista em Egito. Para bailarinas de Dança do Ventre, arqueólogos, jornalistas ou leitores dos mais variados estilos, esse escritor sabe como conduzir uma história, relatar uma viagem e nos carregar em suas palavras. Inesquecível os cinco volumes de 'Ramsés'. E para quem gosta, 'O Mundo Mágico do Antigo Egito' e muito, muito mais. Vale a pena ter ao menos um exemplar desse escritor na sua estante.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Clarissa Pinkola Estés

Quem ainda não leu 'Mulheres que Correm com os Lobos' precisa começar, AGORA! Leitura obrigatória para todas as mulheres selvagens. Essa mulher é simplesmente incrível.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Gabrielle Roth

Toda bailarina deveria ler 'Os Ritmos da Alma'. Gabrielle é uma mulher livre, é isso que me vem à mente quando leio suas palavras. Ela dança, toca, cria, recria, chora, sente, ama. Exemplar. Sou fã.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Ignácio de Loyola Brandão

Jornalista e escritor, me fez ficar sem dormir por dois dias quando li 'Não Verás País Nenhum'. E suas crônicas no Estadão tem uma sensibilidade que me fazem querer ficar ajoelhada, observando ele escrever cada linha. Ai, que tristeza, ontem ele esteve aqui pertinho de minha cidade, mas por motivos de trabalho, não pude dar um abraço, vê-lo de perto. É um desejo que está no meu caderninho, ainda por realizar. Respeito muito, muito esse homem.

----------------------------------------------------------------------------------------------

Michael Ondaatje

O campeão da categoria 'Livros que mais Reli'. Só li um único livro dele, mas não quero, não preciso de mais nenhum. Meu exemplar foi um presente do papai, de 1997, está todo grifado, amarrotado, mas enfim, meu livro. Eu tinha uma mania de carregá-lo comigo sempre, o tempo todo. Agora está na estante, mas logo vou reler, de novo. 'O Paciente Inglês' é difícil descrever, classificar. É preciso ler. Ganhou o maior prêmio de literatura, o famoso Prize, mas o interessante é que Michael escreve com palavras ágeis, simples, como se estivesse sussurrando em seu ouvido a bela história de amor de Almasy e Katherine. O filme? Maravilhoso, também, com os atores impecáveis. Mas, vocês sabem, não é?! O livro, é sempre melhor.

----------------------------------------------------------------------------------------------


Emily Bronté

Eu tinha apenas 13 anos quando o livro dela me incendiou a alma. Desde então, a história ficou cravada em meu peito e o tanto de vezes que mais reli seu romance, só perde para 'O paciente Inglês', ainda assim, por bem pouco. ' O Morro dos Ventos Uivantes' é a maior história de amor, de todos os tempos, para mim. Claro que eu amo 'Romeu e Julieta' e 'Tristão e Isolda', mas o amor de Cathy e Heathclif é tão mais real, a beira dos limites do ódio, da entrega e do próprio amor, que me faz pensar que é uma história sempre atual e intensa. As versões do cinema empolgam, mas nem de longe dá pra sentir a vivacidade dos personagens como quando lemos as palavras dela.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Oscar Wilde

O preferido. Me desculpem todos os demais, mas ele é o meu favorito. Ninguém, absolutamente ninguém sabe colocar tão bem o que sente - ou criar um sentimento - como Oscar Wilde. Ele faz tudo: rir, chorar, pensar, ter raiva, sonhar, amar e vai de uma linha a outra brincando com tudo isso. Ninguém faz frases de impacto como ele. Aliás, eu tenho tantas anotações que um dia crio um blog ou twitter só com suas frases. Meu conto favorito: 'O Pescador e sua Alma'. Mas ele é para poucos, para raros. Porque ele é tão verdadeiro e, por vezes sarcástico, que é difícil ler. Nos reconhecemos muito em suas palavras. Eu economizei muito para comprar sua obra completa e hoje, é um dos meus maiores tesouros.Admiro, enalteço tudo dele.

------------------------------------------------------------------------------------------------

Tolkien

Há quem não acredite, mas eu li 'O Senhor dos Anéis' em cinco dias. Sim, a obra toda. Eu dormia cerca de duas ou três horas, lia no trajeto para o trabalho - e no trabalho, hi,hi - enfim, todo o tempo que eu tinha e não tinha, estava lá, acompanhando Frodo em sua jornada. Um segredinho: eu não li o epílogo até hoje, não consegui. Me recuso a acreditar que tem um fim, que teve um fim. E para os meus amigos que me julgam louca de pedra, mas nem ligo, eu continuo afirmando: Tolkien não inventou nada, ele de alguma maneira sabia dos reinos, do élfico, dos elfos. Ele teve contato com alguém da terra média e escreveu o livro. Eu tatuei meu nome em élfico (na verdade, o nome que meu marido me deu) Eu acredito em tudo, não é ficção para mim. Sou louca, gente? Que seja! Eu AMO ' O Senhor dos Anéis'!!!

--------------------------------------------------------------------------------------------

* e na foto: Mário Prata e eu - um caso de amor...rsrs. Meu cronista preferido, bem humorado e inteligente. Foi um priviléigo conhecê-lo pessoalmente, conversar, enfim, saber um pouco do homem por trás dos textos. Atualmente o filho dele escreve para o Estadão, mas Mário é sempre Mário.

** Para quem quer comprar e garimpar: o sebo on line que eu indico! Estante Virtual

E você, qual o livro que mudou a sua vida? Me conta?

=]

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Dona do Dom


"Dona do dom que Deus me deu
Sei que é ele a mim que me possui
E as pedras do que sou dilui
E eleva em nuvens de poeira
Mesmo que às vezes eu não queira
Me faz sempre ser o que sou e fui

Eu quero, quero, quero, quero ser sim
Esse serafim de procissão do interior
Com as asas de isopor
E as sandálias gastas como gestos de um pastor

Presa do dom que Deus me pôs
Sei que é ele a mim que me liberta
E sopra a vida quando as horas mortas
Homens e mulheres vêm sofrer de alegria
Gim, fumaça, dor, microfonia
E ainda me faz ser o que sem ele não seria

Eu quero, quero, quero, é claro que sim
Iluminar o escuro com meu bustiê carmim
Mesmo quando choro
E adivinho que é esse o meu fim
Plena do dom que Deus me deu
Sei que é ele a mim que me ausenta
E quando nada do que eu sou canta
E o silêncio cava grotas tão profundas
Pois mesmo aí na pedra ainda
Ele me faz ser o que em mim nunca se finda

Eu quero, quero, quero, quero ser sim
Essa ave frágil que avoa no sertão
O oco do bambu
Apito do acaso
A flauta da imensidão"

(De: Chico César Para: Maria Bethânia)
..."presa do dom que Deus me pôs"... é Chico, você é phoda...

sábado, 5 de setembro de 2009

Coisinhas de Mulher


* A edição da Revista Cláudia ( Taís Araújo na capa) está um arraso! A matéria 'Viva a Cor' tem os sapatos mais lindos que já vi! Aliás, a revista toda está bacana, a matéria sobre o Racismo traz frases de impacto,quem puder, dê uma olhada!

* Tem concursos culturais bombando na net com prêmios interessantes, como Kits da Lóreal e Phytoervas, que tal tentar a sorte?!

* Eu já estou com o meu laranja nas mãos e é o 'must' do momento: esmaltes de cor cítrica. Mas só para as bem resolvidas e ousadas.

* Assuma seus cachos! É tendência e trata os fios. Eu estou adorando o creme da Skala -suuuuper barato- de Manteiga de Karité, é passar, 'amassar' os fios e pronto!

* Filtro Solar da Nívea - bem mais barato, não tem aquele 'cheiro de praia' e além de proteger, hidrata a pele, deixando uma textura suave e luminosa.

* Antes de dançar, creme hidratante misturado com um pouquinho de óleo Johnson's, a dica para a pele ficar brilhante e saudável. O óleo é essencial para dar uma segurada no suor e não ficar aquela coisa 'escorregadia' urgh!

* A Revista Criativa deste mês trouxe um especial sobre Perfumes que é tudo de bom! Tem dicas, testes, sugestões. Aproveitem!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Já dizia o Rabino...


“Aqueles que estão abertos às lições da vida, e que não se alimentam de preconceitos, são como uma folha em branco, onde Deus escreve suas palavras com a tinta divina.

Aqueles que estão sempre olhando o mundo com cinismo e preconceito, são como uma folha já escrita, onde não cabem novas palavras.

Não se preocupe com o que já sabe, ou com o que ignora.

Não pense no passado nem no futuro, apenas deixe que as mãos divinas tracem, a cada dia, as surpresas do presente”.

(Elisha Ben Abuyah )

domingo, 16 de agosto de 2009

O Melhor do Futebol

Cresci numa familia que é metade Palmeirense e metade Santista.
Na verdade, os Palmeirenses ganham disparado se juntarmos o núcleo da italianada toda.
Para ser diplomata e não desagradar Papai e irmão caçula (Santistas) e Mamãe e irmão mais velho (Palmeirenses), decidi ser 'Corinthiana'.
(a quem diga que seria melhor se eu tomasse partido).

Bem, nunca fui muito torcedora, de fato.
Confesso até que o melhor jogo que vi até hoje nem do meu time foi.
Foi em 2004, acho, uma partida entre Palmeiras e Boca Juniors. Amei assistir aquele jogo.
E também o inesquecível entre Liverpoll e Milan, em 2005.

Futebol, para mim, era um passatempo sem hora e data definidos, tipo quando ligava a Tv e decidia ver o que rolava...nunca tive muita paciência para esperar os 45 minutos de cada tempo e desisti logo nos primeiros jogos a entender a regra do impedimento.

Mas, cheguei a assistir uma partida do meu time em Rio Preto e vi três ônibus da Fiel, vindos de São Paulo e tenho que dizer: foi uma das experiências mais marcantes que vivi. Ver a Fiel entrando no estádio, cantando e pulando os 90 minutos foi uma coisa que todo mundo devia ver, não importa o time, essa torcida realmente é incrível!!


Em 2005, fui fazer o workshop da Dina, pelo Festival Luxor, e qual foi minha surpresa ao encontrar a delegação do Corinthians no mesmo Hotel.

Tirei várias fotos, conversei com alguns jogadores e fiquei ansiosa para ver o Roger Flores, que naquela época estava no Timão.

Mas, gente... de repente, ele chega...ele...alto...introspectivo...tímido... pronto.
Esqueci completamente do Roger e decidi, a partir daquele instante torcer para o 'Sebá Futebol Clube'...rs... ele é realmente um Deus-Grego.

'Sebástian Domingues'

Nunca vi olhos daquela cor. Muito azuis, mas conforme ele falava comigo, mudavam para um verde indefinido.
Bem, eu tenho fotos desse 'breve' encontro, mas essas são do Google, depois procurem mais.

Aí, HOJE, Domingão, marido assistindo jogo do Santos, eu vejo o Germano.
Morri!

Vim aqui postar inspirada no melhor do Futebol.
Porque nem só de dança a gente vive...rs....

Paolo Maldini, quando adolescente, sonhava em me casar com ele!



Fabão, lindo, gente!



Cafu, quem não chorou quando ele, antes de levantar a taça, gritou: 'Regina, eu te amo!!'


Cissé, o tipo 'esquisito' (que eu adoro) vê-lo em campo com sua energia e carisma sempre foi bom!
---------
Uma ótima semana!!
*uma pena alguns deles não jogarem mais, ou estarm tão longe... mas enfim, boas lembranças!
*Marido entende a brincadeirinha. Não troco ele por nada nem ninguém!